Igrejas

Não sou crente. Infelizmente. Mas gosto de igrejas e da sua arquitectura magnífica. Por todas as cidades por onde viajo faço uma ou mais incursões às igrejas que se atravessam no meu caminho. Não são acolhedoras, são desproporcionadas para a dimensão humana. Mas não deixam de ser envolventes e surpeendentes. A que mais me fascinou foi a catedral de Sevilha. Curiosamente Thibaud não a fotografou.

Thibaud Poirier viaja pelo mundo fotografando os espaços arquitetônicos que nos cercam enquanto vivemos, dormimos, estudamos e rezamos.

Na sua série mais recente, o fotógrafo francês capturou os interiores de 29 igrejas modernas na Alemanha, Holanda, França, Dinamarca e Japão para ver como cada cidade projectou estruturas de culto no último século.

Nos Espaços Sagrados, Poirier usa o mesmo ponto focal em cada imagem. A escolha estilística facilita a comparação das semelhanças estruturas básicas, como o assentamento e posicionamento do púlpito, enquanto se contrastam as diferenças nas escolhas do design de interiores, como iluminação e paletas de cores. Pode ver mais fotografias de igrejas desta colecção, no seu site em http://www.thibaudpoirier.com/sacredspaces

Grundtvigs Kirke, Copenhaga, Dinamarca – Peder Vilhelm Jensen-Klint, 1927

Kapelle, Berlim, Alemanha – Axel Schultes and Charlotte Frank, 1999

Kirche am Hohenzollernplatz, Berlim, Alemanha – Johann Freidrich Höger, 1933

Notre dame du Chêne, Viroflay, França – Louis, Luc and Thierry Sainsaulieu, 1966

Opstandingskerk, Amsterdão – Marius Duintjer, 1956

Resurrection of Christ, Colónia, Alemanha – Gottfried Böhm, 1957

Saint Anselm’s Meguro, Tóquio, Japão – Antonin Raymond, 1954

Saint Joseph, Le Havre, França – Auguste Perret, 1956

Catedral de Saint Mary’s, Tóquio, Japão – Kenzo Tange, 1964

Saint Moritz, Augsburg, Alemanha – John Pawson, 2013